terça-feira, 4 de setembro de 2007

Mercado de Previsão

O que é o mercado de previsão?

Um mercado de previsão (ou previsões) é um mecanismo de preços usado para prever o futuro com estatísticas, colhendo toda a informação disponível num determinado grupo de pessoas (participantes) e agregando (redistribuindo) essas informações “instantaneamente” através do corpo organizacional (os participantes), com o intuito de melhor tomar decisões sobre o futuro; gerando assim, uma organização espontânea movida à base dos interesses particulares de cada um.

O mercado de previsão na sua manifestação virtual é um fenômeno relativamente novo, que surge com o aumento na popularidade dos computadores e informática.

Pesquisado principalmente pelos acadêmicos americanos de economia como os do Iowa Electronic Market (Mercado Eletrônico de Iowa) que é um dos mais antigos mercados de previsões do mundo, usado pela primeira vez nas eleições presidenciais americanas de 1988.

O uso dos mercados de previsões na área de administração e planejamento estratégico para empresariais é certamente o mais comum, como por exemplo o mercado de previsão do Google que tem mais que mil participantes na atualidade.

O mercado de previsão também vem sendo utilizado por governantes para melhor adequar decisões que afetam tais áreas como saneamento básico, como é do exemplo do governo de Singapura com seu projeto e pesquisa “The Singapore Water Reclamation Study” de recuperação das águas de esgoto com a tecnologia NEWater (água nova).

A teoria epistemológica mais aceita sobre o “por quê?” do funcionamento desse fenômeno se explica nos muitos textos do filósofo da ciência e economista, Friedrich Hayek que utilizou o termo catallaxy:

“Um sistema de auto-organização de cooperação voluntária.” – Hayek, The Use of Knowledge in Society

De acordo com Hayek, “catallaxy” ou em português “catalaxia” καταλλάξια (Katallaxia) do verbo katallasso (καταλλάσσω) que significava não apenas “trocar” mas também “admitir na comunidade” ou “transformar inimigo em amigo” era o fenômeno responsável pelo funcionamento dos mecanismos de preço como a bolsa de valores (estilo Bovespa).

Usando os trabalhos de pensadores como Descartes (Método), Adam Smith, Mises e muitos outros, Hayek argumentava que a troca eficiente e uso de recursos podia se manter apenas através de um mecanismo de preços num mercado livre e qualquer tentativa de centralização ou controle centralizado desse mercado levará rumo a totalitarismo (exemplificado na política da Alemanha Nazista que Hayek presenciou).

Um mercado de previsões básico funciona como um mercado comum aonde os participantes podem comprar, vender ou trocar ações amarradas ao acontecimento de determinado futuro.

Quem compra baixo e vende alto é recompensado, enquanto as pessoas que compram alto e vendem baixo são punidas pois; apenas as respostas corretas, “depois do fato ocorrer” serão recompensadas, as incorretas perderão tudo.

Um dos mercados de previsão mais pioneiros da comunidade Web 2.0 é StrategyPage.Com que é facilmente navegado e visualmente informativo.

Como as análises mostram com cada vez mais freqüência que o mercado de previsão é superior aos nossos modos tradicionais de tomar decisões, como no estilo das leis do Sun Tzu no seu famoso tratado A Arte da Guerra, certos pesquisadores como o Robin Hanson por exemplo vem lançando até novas palavras no ar, como o tal de Futarchy ou Futarquia, um sistema de governo que utiliza um mercado de previsões para criar leis.

O fator mais interessante sobre os mercados de previsão hoje, talvez seja como eles se tornaram mania ou “onda” do movimento Web 2.0 nos Estados Unidos; espalhando-se entre o corpo da população de classe média como “fato, aceito” com muito mais velocidade que tradicionalmente visto na área das tecnologias experimentais.

Essa grande velocidade talvez sugere uma influência da própria natureza de OutSourcing ou Web 2.0 que incentiva a catalaxia do livre-intercâmbio de serviços, produtos, pessoas e informações ao redor do mundo globalizado.

Para quem já estudou a história das revoluções científicas, talvez parece que estamos prestes a mudar de paradigma sobre como fazer política, optando para eliminar a retórica da democracia de uma vez por todas pela preferência por um mecanismo de preços que demonstra estatísticas como no caso do mercado de previsão, e quem consegue argumentar com uma estatística?

As sugestões do Robin Hanson parecem bastante utópicas, mesmo para quem já viu as estatísticas, mas valem de uma lógica que seria difícil debater, e o Brasil ainda nem ouviu falar no fenômeno “mercado de previsão.”

No hora dessa publicação, os resultados pelas frases chaves com aspas “mercado de previsão” (Google.Com.Br) e “prediction market” (Google.Com) revelaram apenas 9 resultados para Google.Com.Br e 278.000 Google.Com.

Os nove URL’s para a pesquisa "mercado de previsão" no Google.Com.Br na hora dessa publicação foram:
1. noticias.uol.com.br/midiaglobal/freakonomics/2007/07/12/ult3431u32.jhtm
2. agenciact.mct.gov.br/index.php/content/view/33734.html
3. pt.csmauto.com/about/leadership-team
4. www.dac.unicamp.br/sistemas/catalogos/grad/catalogo2005/cursos/cur39.html
5. https://www.sistemas.unicamp.br/ensino/catalogo/CATAG09.HTM
6. www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-530X2007000100004&lng=enenandothers&nrm=iso
7. economiaeverywhere.blogspot.com/2003_10_19_archive.html
8. www.biblioteca.unesp.br/bibliotecadigital/document/?view=3363
9. volpi.ea.ufrgs.br/teses_e_dissertacoes/td/000912.pdf


O que isso demonstra sobre esse fenômeno? É possível colocar aqui nessa página toda a informação brasileira sobre mercados de previsão disponíveis na internet na hora dessa publicação e dos americanos seria impossível? Certamente sim.

Mas, talvez existem muito menos brasileiros publicando material online sobre esses mercados de previsão do que americanos? Por quê? Por que que são os americanos os dominadores dessa tecnologia de ponta na atualidade, e por que o nosso país demonstra tanta resistência quanto a uma idéia tão lucrativa? Poderia ser o vigor das leis dos nossos policais federais em expulsar os americanos e outros estrangeiros do primeiro mundo do nosso solo mais gentil? Mais, quanto tempo vai demorar até que essa idéia explodir numa onda no nosso mercado virtual, ou nem vai? Ou ainda, se tornar uma opção “obvia” para nossos militares, policiais (a tal de wikipédia policial brasileiro), políticos ou governo?

Fontes:
http://www.biz.uiowa.edu/iem/about/
http://googleblog.blogspot.com/2005/09/putting-crowd-wisdom-to-work.html
http://inklingmarkets.com/
http://www.pub.gov.sg/NEWater_files/overview/index.html
http://www.econlib.org/library/Essays/hykKnw1.html
Hayek, F.A. Law, Legislation, and Liberty, Vol. 2. 1976. pp. 108-109. veja tambem p. 185n4 disponível na biblioteca de Filosofia da USP; FFLCH /320.1^H417l^v.2 ou online: http://www.amazon.com/Law-Legislation-Liberty-Mirage-Justice/dp/0226320839
http://www.strategypage.com/prediction_market/default.asp
http://hanson.gmu.edu/futarchy.html

5 comentários:

kakaroto disse...

como o marinho falou e um blog para pessoas inteligente .

vou fazer meu esforço para ser com base em suas materia um abraço e prazer em conheco -lo :)

kakaroto

Anônimo disse...

Muito bom o seu blog, Mário. Achei interessante esse post a respeito do "Mercado de Previsão". A idéia de Futarquia me parece incrivelmente semelhante ao governo adotado nos livros a respeito da Fundação, escritos por Isaac Asimov. Eles possuiam um sistema matemático de prever o futuro com base em dados históricos. Vale a pena ler caso ainda não conheça. Recomendo o "Prelude to Foundation".

Abraço,

Leo

Guilherme Viebig disse...

Fala grande Mário, quando que vamos desenvolver esse site? abraços!

Mário Lopez disse...

Kakaroto! Muito Obrigado pelo apoio, você é o David Carradine Brasileiro! Só falta raspar careca e andar pelo sertanejo fazendo justiças e gritando wwwwwwwwwhyyyyyyyyyyA!?! Poderia até fazer um seriado no estilo Carga Pesada:-P

Leo! O Deus-Rei de Trinômia! Salve a sua presênça RPGistica! Esse livro do Asimov é um dos melhores dele, foi o último dele,antes de falecer não foi? Eu não tinha imaginado essa associação, mas agora que mencionou, realmente, é um caso que merece uma atenção, afinal, CyberSpace é uma palavra do famoso escritor de ficção científica William Gibson, não é?

Guilherme Viebig!!! Guradião da Heraldry da sua família "Jóia da raça dos Atlântidos" e lenda urbana nos circuítos internautas, salve! Sim, montar um software "brasileiro" de mercados de previsão é algo que jamais foi feito, e mesmo que fizesse, ainda teria um amplo campo para concorrentes! Essa área vai crescer em breve e espantar o brasileiro dentro de poucos anos... Montar um site no estilo Inklings.com é a melhor opção, além do fato que mesmo de graça, esse servíço daria toneladas e toneladas de dinheiro. É fascinante ver o ser humano correr atrás de dinheiro, um pouco assustador, mas fascinante:-P

Arauto disse...

Saudações brow!
Eu iria pedir alguns links relacionados ao Mercado de Previsões, mas visto que você comentou sobre a "pobresa de informação" na lingua portuguesa, eu não me atrevo a pedir material em inglês, seria uma pérola jogada ao porco (eu)... meu inglês é ruin.
Eu queria a informação na raiz...
Mas então nosso futuro será baseado em estatisticas?Acho que o IBGE e outras organizações já fazem isso ou algo parecido. Bom... não quero falar besteiras... precisamos sentar no nosso divã da consciência em frente a lareira da iluminação para discutir as nossas idéias...
Um grande abraço!